Aprendizado infantil depende da interação com outras crianças

Sociabilizar é fundamental para o desenvolvimento

0
145

O avanço tecnológico e as transformações no estilo de vida das famílias estão fazendo com que as crianças troquem, cada vez mais cedo, os brinquedos e brincadeiras tradicionais por aparelhos eletrônicos que oferecem uma diversão virtual, algo muito diferente das experiências vividas pelos pais, não é mesmo?

Se, por um lado, a tecnologia traz vantagens quando se trata de ensino e aprendizado, por outro, quando o foco é a primeira infância, é preciso cuidado para evitar que tablets, smartphones e computadores não tornem o brincar um ato cada vez mais solitário e artificializado, nos primeiros anos de vida.

Ainda que os tempos tenham mudado, a importância de brincar externamente e ter contato com a natureza e com outras pessoas é tão importante e necessário quanto antigamente.

Descobrindo o outro

Assim que o bebê nasce, seu contato é praticamente único e exclusivo com a mãe. Para ele, a figura materna é como uma extensão de si próprio. Com o passar do tempo, a criança percebe que existem outras pessoas no mundo e, nesse momento, inicia-se o processo de sociabilização com o outro, incluindo crianças da mesma faixa etária que a dele. O convívio com os amigos, consequentemente, traz ensinamentos muito importantes, como dividir e respeitar, além de mostrar que os momentos felizes, quando compartilhados, tornam-se muito mais especiais.

Socialização

As escolas devem levar esses aspectos em conta, incentivando brincadeiras em grupo e impedindo que a socialização e o progresso da criança sejam prejudicados pelo uso excessivo da tecnologia.

Brincar e interagir são essenciais para o desenvolvimento integral do ser humano nos aspectos físico, social, cultural, afetivo, emocional e cognitivo. Vai além do lazer. É o momento de compartilhar, de construir regras e combinados, de experiências”, explica Ana Flávia Justus, gestora de Educação Infantil.

Segundo ela, é brincando – e interagindo com o outro – que a criança tem a possibilidade de compreender pontos de vistas diferentes e resolver conflitos. E é por isso que a Educação Infantil é uma das etapas escolares mais importantes da vida de um estudante.

Na prática

Durante a primeira infância – fase que vai do nascimento até os seis anos de vida da criança, o processo de desenvolvimento não se dá de forma fragmentada. As atividades e brincadeiras devem visar o conhecimento e a descoberta de habilidades nos mais diversos âmbitos.

Num jogo, por exemplo, ao mesmo tempo em que a criança aprende a contar ou a criar estratégias, ela também aprende a respeitar as regras, os colegas e a não criar artifícios para se sair melhor que os demais. O aprendizado é mais completo quando a proposta pedagógica garante essa articulação nas atividades.

E quando se trata de brincar, o assunto deve ser levado muito a sério, priorizando brincadeiras que cumpram o plano principal do processo de aprendizado e que, por meio delas, a criança tenha condições de se divertir e, de quebra, aprender muito.

No Colégio Positivo, todo mundo aprende brincando! Venha saber mais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here