3 dicas de como ajudar seu filho a encarar o Ensino Médio com tranquilidade na volta às aulas

Não é porque seu filho está entrando na última etapa da vida escolar que ele não precisa da sua ajuda nessa transição

0
295

Seu filho cresceu e agora está entrando no Ensino Médio, mas apesar de um adolescente sempre parecer autossuficiente, existem formas dos pais ajudarem os estudantes a começar essa nova fase com mais tranquilidade. É claro que não há mais aquela ansiedade no retorno à escola nem a dificuldade em se readaptar aos horários e à rotina, como nas etapas anteriores, mas existe uma preocupação com outras questões, como a proximidade do vestibular.

 

Confira algumas dicas para ajudar seu filho nesse momento:

 

1) Tente amenizar a pressão da proximidade do vestibular

Independentemente de seu filho estar começando o 1°, 2° ou 3° ano do Ensino Médio, uma coisa é fato: cada vez mais, ele está se aproximando do momento de tomar decisões a respeito do futuro e de qual será sua escolha na Educação Superior. Dessa forma, uma das atitudes que mais pode ajudar é tentar amenizar a pressão em relação ao vestibular, mostrando que o aluno ainda está em fase de preparação para esse momento.

 

2) Entenda a nova rotina de seu filho e ajude-o a estabelecer horários de estudo

Nessa fase, é muito importante que o aluno consiga estabelecer um método de organização dos horários de estudo. Ajude-o com essa tarefa, dando sugestões de como conciliar os estudos com outras atividades que ele realiza, considerando a dinâmica familiar e as características do adolescente, seus interesses e dificuldades. Mas, atenção: apesar de auxiliar, deixe que ele descubra como fazer isso de sua própria maneira, respeitando a independência tão importante dessa fase.

 

3) Deixe-o se distrair com outras atividades

Nem só de estudos vive um adolescente. Deixe que seu filho se distraia um pouco também, saia com os amigos, vá ao cinema, mesmo que seja estabelecido um tempo para essas outras atividades. E, por falar em amigos, mostre que não há motivos para comparação com outros colegas da escola, que cada um tem habilidades e interesses diferentes e há várias formas de se relacionar com os estudos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here