Agenda lotada? Reveja a rotina de seu filho!

0
282

Você há de concordar: o dia a dia na vida adulta é super agitado. Temos muitos compromissos e responsabilidades – a nível profissional, familiar ou pessoal – que, em geral, não permitem dar aquela pausa revigorante. Por conta dessa realidade, muitos pais acreditam que a melhor forma de preparar seus filhos para o futuro é inseri-los desde cedo nesse movimento incessante de atividades.

As crianças e os adolescentes de hoje transitam, diariamente, entre várias obrigações: curso de idiomas, natação, reforço escolar, aulas de música ou teatro, belé, Kumon… No entanto, os educadores alertam para o fato de que, ao contrário do que se deseja, essa gama interminável de tarefas extracurriculares pode trazer consequências negativas para o desenvolvimento.

Estudos apontam a sobrecarga como fator determinante para o aparecimento de problemas de saúde como ansiedade, hiperatividade, depressão, pressão alta, diabetes e déficit de atenção. Além disso, em plena era digital, os jovens passam pouco tempo com a família – o que pode comprometer também o desenvolvimento afetivo e emocional.

“Os pais estão terceirizando os cuidados básicos que deveriam assumir, como uma simples conversa para saber o que acontece no dia a dia e atitudes que demonstram amor e afeto, como o beijo e o abraço”, explica a professora Joana Melim Borges, gestora de Segmento no Colégio Positivo Joinville. Segundo ela, a família tem que resgatar esse papel de responsável pela evolução dos filhos.

Trabalhar aptidões por meio de atividades extracurriculares é importante e recomendável, desde que haja equilíbrio. Assim como o excesso, a ausência de tarefas na rotina tem consequências negativas, como o sedentarismo. “O ideal é que os pais tenham esse cuidado e estejam presentes, impondo limites que esclareçam situações de relações humanas e, assim, evitando insuficiências ao longo da vida de seus filhos”, completa.

Divirta-se com eles!

Criança saudável é aquela que estuda, brinca, corre, se expressa (artisticamente, por exemplo) e se diverte em meio aos animais e à natureza. O equilíbrio só existe quando todas essas ações estão presentes na rotina dela. Esses são momentos importantes de aprendizado, que devem ser intercalados com o descanso.

O mesmo vale para os adolescentes. Abrir espaços na rotina para sair com os amigos, passar um tempinho a mais com a família e estar em meio à natureza contribui muito para manter a saúde do corpo e da mente, e isso se reflete no desempenho escolar. Permitir esses intervalos é tão necessário quanto cumprir com as responsabilidades escolares e da vida cotidiana.

“O simples fato de estar ao ar livre, em contato com a natureza, comprovadamente, promove o bem-estar e a tranquilidade fundamentais para o completo desenvolvimento das crianças e dos jovens”, diz a Joana. Ela aconselha os pais a se envolverem em brincadeiras e atividades com seus filhos, como pular amarelinha, caminhar pelo parque e fazer um castelo de areia.

Nessa fase inicial da vida, em especial, a imaginação precisa ser exercitada, e qualquer brincadeira oportuniza isso. Portanto, os pais têm a missão de oferecer esse equilíbrio para os filhos, reorganizando sua rotina. Ao balancear os benefícios dessa flexibilização com as demandas da escola e das atividades extracurriculares, estarão colaborando para o crescimento de jovens mais saudáveis e felizes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here