O mundo parou ou deu um passo gigante?

Pandemia coloca seres humanos, em toda a Terra, para refletir

0
41

O que mais ouvimos nos últimos dois meses, desde que o Brasil entrou para o grupo de países gravemente afetados pelo coronavírus, é que o mundo não será mais o mesmo. Vivemos um momento de incerteza: não sabemos o que nos espera daqui uma semana, um mês. Ouvimos que o mundo mudou, e isso parece assustar.

Mas já paramos para analisar que toda essa mudança, aparentemente repentina, já estava em curso? Se desenvolvermos um olhar resiliente, veremos que o mundo já seguia certos caminhos: maior utilização da tecnologia; otimização de tempo e espaço nas empresas; abertura de horizontes em vários sentidos. Infelizmente, isso tudo ficou evidente em meio a um caos mundial. O que a situação atual parece mostrar é que, talvez, estivéssemos vivendo em uma zona de conforto, com receio de aceitar as mudanças inevitáveis.

Aceitar que há um novo modelo de trabalho, um novo modelo de aprendizado, um novo modelo de vida. É isso o que devemos fazer. Esse “empurrão” tecnológico implica mudanças de hábitos e transformações na cultura, nos serviços, nas compras e até mesmo no modo de interação em sociedade. O momento pede que caminhemos no sentido da evolução, e resistir a isso é colocar a sociedade em descompasso com o próprio tempo.

E esse tempo é hoje, é agora. Os planos precisam ser para hoje e para agora. A adaptação ao novo precisa acontecer. Todos temos uma contribuição a fazer – e os adultos, em especial, têm uma missão muito importante: preparar a nova geração para o que não tem volta. A evolução tecnológica já havia chegado, porém muitos não se deram conta. Que as crianças de hoje extraiam o melhor que esse advento possa oferecer.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here