Dia do Rock

Por Carlos González e Leandro Ramos

0
160

Quando Neil Young cantava “Hey, hey, my, my rock’n roll can’t never die”, estava representando a voz de uma geração completa, com sonhos, esperanças, pensamento próprio e muito a expressar. O rock é tão importante para o mundo que tem até um dia próprio: 13 de julho, quando comemoramos o Dia Mundial do Rock.

Escutar o bom e “não tão velho” rock and roll é uma excelente opção para passar o tempo, curtir, aprender, sentir a energia e liberar as tensões. Ele nos acompanha desde o fim dos anos 40 e começo dos 50, época em que surgiu, nos Estados Unidos, fortemente influenciado pelo blues, rockabilly, gospel, jazz, boogie woogie, R&B e country music.

Com todos esses “ingredientes seletos”, o resultado não poderia deixar de ser um requintado banquete nas mãos de “chefs” imortais, como Elvis Presley, Chuck Berry, Little Richards e Jerry Lee Lewis, entre outros.

Rock and roll veio numa época em que os recursos tecnológicos eram incipientes mas já possibilitavam a criação de novos instrumentos, como a guitarra, que reinou majestosamente. Ela substituiu saxofones e pianos, que eram os principais instrumentos do estilo. Chuck Berry, com seu jeito inconfundível, foi o primeiro de uma longa linhagem de “guitar heroes”.

E os frontmen, ou melhor, “frontwomen”… o que falar dessas vozes incríveis? E de Janis Joplin e Cássia Eller, capazes de causar arrepios nos críticos mais conservadores só cantando à capella?

Sempre segurando o ritmo, baixistas inesquecíveis como John Deacon (Queen) ou Bi Ribeiro (Paralamas do Sucesso); virtuosos da bateria, como Mitch Mitchell (Jimi Hendrix Experienced) e Eloy Casagrande (Sepultura); e grandes tecladistas, como Ray Manzarek (The Doors) e Sérgio Britto (Titãs).

Aaaahhh… Que saudades dessas bandas! Que shows e que palcos épicos! As reuniões com os amigos quando alguém conseguia o último álbum da sua banda favorita, olhando maravilhados a capa para entender o que queria dizer… Enfim… “Quantas emoções”!

E hoje? Em épocas incertas e novos recursos na fonografia, será que o rock sobrevive? Então, eu volto ao começo do texto e digo “Hey, hey, my, my rock’n roll can’t never die”. Não o deixaremos morrer…

Em homenagem ao Dia Mundial do Rock, criamos uma playlist especial:
  1. Neil Young – Hey, hey, my, my
  2. Rolling Stones – Satisfaction
  3. Jethro Tull – Bourée
  4. The Beatles – Twist and shout
  5. Elvis – Suspicius mind
  6. Roberto Carlos – Calhambeque
  7. Chuck Berry – Jhonny B. Good
  8. Scorpions – Still loving you
  9. Deep Purple – Smoke on the water
  10. Jimi Hendrix – All along the Watchtower
  11. Bob Dylan – Like a Rolling Stone
  12. Aerosmith – Dream on
  13. Creedence Clearwater Revival – Fortunate son
  14. Steppenwolf – Born to be wild
  15. Legião Urbana – Será
  16. The Doors –  Riders on the storm
  17. Led Zeppelin – All of my love
  18. Janis Joplin – Piece of my heart
  19. Johnny Cash  – If I were a carpenter
  20. Ac Dc – For those about to rock

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here