Você sabia que crianças são mais felizes quando estão na escola?

0
93
Four kids hanging out together in the garden

Dois feriados seguidos podem ser perfeitos para universitários e trabalhadores, mas não para as crianças.

Uma pesquisa realizada pela Universidade de Essex e divulgada no jornal The Economist, do Reino Unido, relata o que os britânicos chamam de “holiday glumness”, ou “tristeza de feriado”, em tradução livre.

Segundo o estudo, realizado com 40 mil famílias em diferentes épocas do ano, as crianças são mais felizes quando estão na escola que durante os longos períodos de descanso.

De acordo com a coordenadora pedagógica regional do Sistema Positivo de Ensino, Alessandra Samaan, essa tristeza pode ser explicada pela ansiedade da separação, causada pelo distanciamento dos amigos.

Segundo ela, outro motivo é a substituição de atividades produtivas, nas quais elas se sentem evoluindo ou contribuindo com algo, por um tempo significativo em frente às telas de TV, computador e smartphone.

“Todo mundo precisa de algo significativo para preencher o seu dia”, afirma.

Isso explica por que os adultos desempregados são menos felizes, por exemplo.

A pesquisa foi aplicada apenas com crianças que passam o tempo livre em casa e não pode ser comparada com crianças que viajam.

Para a estudante Anna Vitória Silva Strapasson, de 10 anos, as férias só são boas durante o período em que a mãe também está de férias. “Depois, não vejo a hora que comecem as aulas”, conta.

“Embora os resultados do estudo não possam ser generalizados, pois cada criança tem um contexto único durante os períodos de descanso e uma relação particular com o ambiente escolar, é compreensível e faz sentido que a maioria seja mais feliz onde desenvolve e desempenha diferentes papéis e participa de brincadeiras coletivas”, afirma a professora Michelle Cristina Norberto, pscicóloga do Colégio Positivo .

De acordo com o relatório, os adolescentes são mais afetados pela “tristeza de feriado” que as crianças menores – e os meninos tendem a sofrer mais nesse período que as meninas.

O estudo revela também que os feriados são ainda piores que as férias, por conta das provas que estão por vir: quem não gasta o tempo livre estudando, sente-se culpado. E as compensações nem sempre são suficientes nos feriados, como as viagens de julho ou as festas de fim de ano.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here