Um paizão animal: como é a paternidade em diferentes espécies

0
162
cute golden lion tamarin with baby (Leontopithecus rosalia)

Nas famílias humanas, existem diferentes tipos de pai: o pai corajoso, o pai vaidoso, o preguiçoso, o nervoso, o brincalhão… Ok, isso não é uma grande novidade! Mas você sabia que essa profusão de comportamentos está presente também nas espécies animais?

Estudiosos e observadores da natureza constataram que a paternidade é desempenhada de muitas maneiras entre os bichos, conforme características da espécie e até da personalidade do animal. Ou seja, se há múltiplos seres no planeta, há múltiplos jeitos de estabelecer uma relação de pai e filho.

Em 9 de agosto, comemoramos o Dia dos Pais aqui no Brasil. Portanto, este é um dia oportuno para falarmos de nossos heróis e, também, para descobrirmos o que há de mais natural no comportamento dessas presenças masculinas, fundamental na vida de todos.

A seguir, vamos investigar melhor esse assunto fantástico, a partir de curiosidades sobre a paternidade em algumas famílias animais. Você, pai, pode aproveitar e se inspirar nos paizões desse universo selvagem!

MICO-LEÃO-DOURADO

Os machos dessa espécie esplendorosa são um exemplo a ser seguido. Quando os filhotes completam um mês de vida, os papais assumem a responsabilidade pela alimentação, descascando e amassando frutas para os bebês. Antes disso, os mico-leõezinhos já vivem, literalmente, pendurados nos pais.

URSO-PARDO

Ao contrário dos pais carinhosos apresentados acima, entre os ursos-pardos eles são bem assustadores. Quando estão com fome, são capazes de atacar os próprios filhotes para saciar seus instintos. Além disso, para eles, a proteção do território é mais importante do que “laços sanguíneos”: ninguém ouse invadir seu espaço.

JAÇANÃ

Além de construir o ninho para a família, os machos dessa espécie polígama incubam os ovos e cuidam da cria. Enquanto as fêmeas migram para acasalar com todos os machos que encontrar pelo caminho, os pais permanecem no ninho, belos e recatados. Em alguns casos, até cuidam dos ovos de outras famílias.

CAVALO-MARINHO

A maior parte das milhares de espécies de peixes que existem apresentam um fato intrigante: nesse grupo animal, os indivíduos do sexo masculino são mais presentes do que os do sexo feminino no desenvolvimento de seus bebês. Entre os cavalos-marinhos, por exemplo, os pais é que ficam “grávidos” e dão à luz.

PEIXE GOBY

Mas nem todos os papais peixes são irretocáveis. O peixe goby de areia pode se mostrar um verdadeiro canibal e comer até um terço da própria ninhada. Mas uma explicação científica suaviza esse comportamento estranho: alguns ovos, conforme o tamanho, levam muito tempo para eclodir e ficam vulneráveis. Então, os pais “protegeriam” os filhos de ter um fim ainda mais trágico.

LOBO

Se falarmos de pai protetor no mundo animal não podemos esquecer os lobos. Ao contrário dos jaçanãs, esses animais são tradicionalistas: o casal é fiel e fica junto a vida inteira – e tanto o macho quanto a fêmea são ótimos cuidadores. O papai não apenas cuida da cria como também brinca, protege e busca alimentos. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here