Menos culpa, mais brincadeiras ao ar livre

0
901
Happy little child baby boy laughing and playing in the autumn day. Child play with leaves. Autumn outdoor activity for family with kids.

Quando foi a última vez que você e o(a) seu(ua) filho(a) pisaram em folhas secas no chão? Sentiram a grama e a terra nos pés? Escutaram os barulhos dos galhos das árvores? Procuraram minhocas na terra? Foram ao encontro de trevos-de-quatro-folhas? Nomearam as formas com as quais as nuvens do céu se parecem ou admiraram o pôr do sol e observaram a chuva?

Embora muitas vezes seja esquecida ou substituída por outros tipos de entretenimento, a natureza é o melhor e mais acessível brinquedo para as crianças, jovens e adultos. De acordo com a Assessora de Comunicação e Formação Docente do Colégio Positivo, professora Gabriela Rockenbach, passar tempo de qualidade em um ambiente natural e externo, além de gerar vínculos duradouros, abre espaço para a imaginação, para a criatividade e para o desenvolvimento sensorial, estético e construtivo.

Brincar ao ar livre com os elementos naturais aguça os sentidos, gera laços de intimidade e respeito com o meio natural, sentimento de compreensão e pertencimento, proporciona contato com ciclos de vida e morte, fluxos vivos, ritmos e processos dinâmicos, ampliando o repertório e estimulando a imaginação da criança”, explica.

Sorrir e brincar, é só começar!

A seguir, alguns motivos para conectar as crianças à natureza (estudos de Ana Lúcia Machado).

1. Permite maior movimentação corporal e auxilia na estruturação do sistema muscular. Estar ao ar livre é um convite para o movimento – correr, pular, escorregar, explorar troncos caídos, escalar barrancos, entre outros.
2. Ajuda na aquisição do equilíbrio do corpo.
3. Propicia maior gasto de energia, que é uma necessidade biológica do corpo.
4. Auxilia na qualidade do sono, tão importante para a fase de crescimento infantil.
5. Regula hormônios e diminui o cortisol (hormônio do estresse).
6. Contribui para a melhora das medições de pressão sanguínea e batimentos cardíacos.
7. Previne a miopia. Espaços amplos, abertos e com iluminação natural estimulam o exercício dos músculos oculares. As crianças precisam focar em objetos grandes e ao longe. É importante que os olhos se movimentem seguindo a linha vertical, horizontal e de profundidade para a prevenção do encurtamento dos músculos dos olhos. A ocorrência de miopia tem crescido entre as crianças e uma das explicações é o acesso precoce e excessivo ao mundo tecnológico.
8. Fortalece o sistema imunológico, pois a criança entra em contato com uma série de bactérias e micro-organismos.
9. Desenvolve resiliência e autoconfiança.
10. Estimula a capacidade cognitiva.
11. Aumenta a concentração.
12. Nutre a imaginação.
13. Enriquece o repertório da criança.
14. Estimula o espírito solidário.
15. Promove equilíbrio interno, autorregulador da criança.
16. Estimula o cuidado com o meio ambiente. A criança em contato com a natureza é o potencial cuidador e preservador do meio ambiente, porque, em sua memória, haverá registros com significados de suas vivências.

Brinquedos da natureza

O artista plástico Gandhy Piorski tem uma maneira diferente de ver e entender o brincar. Ele criou os denominados “brinquedos da natureza” e acredita que cada elemento natural tem o seu potencial e desperta forças que movem a imaginação e o pensamento criativo individual e particular na criança.

Abaixo, você confere brincadeiras pensadas nos 4 elementos da natureza.

Brinquedos da terra
Estimulam a curiosidade, passam a sensação de pertencimento, sugerem um enraizamento social. Algumas ideias de brincadeiras com esse elemento são:

• moldar objetos com areia, argila;
• cavar buracos;
• brincar de casinha;
• aterrar-se na areia.

Brinquedos da água
Remetem à importante memória intrauterina. Os brinquedos da água estimulam o olhar da natureza, bem como a simetria e o equilíbrio. Algumas ideias de brincadeiras com esse elemento são:

• tomar banho de chuva;
• soltar bolhas de sabão;
• transformar a água em tinta e pintar com pincel e água nos muros, calçadas;
• pisar em poças d’água;
• pescar (pode ser pescaria em rio e mares de verdade ou de brincadeirinha, vale tudo).

Brinquedos do ar
Colocam o corpo da criança em movimento, estimulando o correr, pular, voar, soprar etc.
Algumas ideias de brincadeiras com esse elemento são:

• lançar aviãozinho de papel;
• jogar peteca;
• soltar pipa;
• pular (aqui vale até um campeonato de pulos);
• correr com um cata-vento.

Brinquedos do fogo
Exercem o fascínio nas crianças, suscitam respeito e temor ao mesmo tempo. Algumas ideias de brincadeiras com esse elemento são:

• observar/imitar as sombras;
• pular corda, brincando com expressões como “queimou” ou “foguinho”;
• montar uma fogueira (pode ser com fogo de verdade ou de faz de conta);
• preparar comidinhas (ótimos aliados aqui são os elementos naturais como folhas e gravetos);
• vela para cantar parabéns.

O importante é criar experiências marcantes, vivendo um tempo com presença, e que deixem memórias significativas”, finaliza Gabriela.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here